SábadO de mOvimentaçãO no CasTeLo

O castelo segue em seu processo de ocupação, organização dos espaços e esforços para deixá-los cada vez mais confortáveis para receber nossos amigos e público.

ALejandrO VeLazcO e ManOel Henrique PauLo dribLam o frio do sábado esticando os músculos e as cordas para beixar uma mesa pelo lado de fora do castelo, ja que ela não passa pelas escadas.

Como se pode ver, o Instituto de Artes da Ufrgs ensina muito mais do que artes plásticas.
E neste sábado ficou decidido: já está sendo formatada e em breve o castelo estará oferecendo a Oficina de Corel Draw, ministrada pelo ManOeL Henrique PauLo. Fique ligado.

A pintura mural continua com a produção das alunas do IA sob supervisão de ALejandrO.

Abaixo podem ser vistos os progressos e o talento na tela viva das meninas.

nOtícias dO CasTeLinhO

Rita Chang reuniu reresentantes de setores do Centro histórico de POA no sntander cultural nesta segunda. O Castelinho esteve representado pela Adriana XapLin e ELen de OLiveira. Outras entidades presentes foram a CCMQ, Shopping Rua da Praia, CCCEEE, Mercado Público, Usina do Gasômetro,Museu de Porto Alegre,Centro Histórico,Associaçao dos Usuários do Parque Farroupilha e Revista Programa, entre outras.

Foram apresentadas sugestões para revitalização do Centro Histórico, e ouvidas opiniões e novas idéias. O Castelinho considera importante pensar na limpeza e embelezamento do CH, mas também vê a urgência de se pensar coletivamente em atividades de inclusão das pessoas em situação de rua. Porque essa é uma realidade hoje do Centro Histórico, e também uma oportunidade para ser trabalhada de forma diferente. Incluir essas pessoas respeitando a opção da rua e oferecendo o espaço também a elas, com arte e cultura. Nesse sentido, o Castelinho recebeu o apoio do presidente da Associaçao dos usuários do Parque Farroupilha, Sr. Jakobaszco, que tem contato com a associação dos moradores de rua.

E seguem as aulas de artes plásticas no Castelinho. Na imagem, Tathiana Jaeger finaliza e pintura de sua Teniaguá, personagem de O Cerro do Jarau, orientada pelo professor castelão ALejandrO VelazcO.


PauLo BaLardim e CarOLina Garcia conceberam e ela protagoniza A MOÇA TECELÃ, baseado em conto de Marina Colasanti. “A Moça Tecelã” conta a história de uma mulher dotada de poder capaz de converter imaginação em realidade, através de seus fios.

A peça vai ser encenada sexta sábado e domingo e só até a próxima semana no Teatro ELis Regina da Usina do GasÔmetro, em dois horários, às 15h e às 19h. A entrada é franca com retirada de ingressos antes do espetáculo. E pela história, figurino, atuação, direção e trilha sonora tudoaver, composta por Nico Nicolayewski, Paulo Balardim foi convidado a encenar o espetáculo no Castelinho do Alto da BrOnze. Para saber porquê, clica no play e assiste um minutinho.
video

CaLeidOscÓpiO * Novas Turmas*


Novas turmas:
Dia 08/08, sábado, 14h * CaLeidoscÓpiO MecânicO
Dia 09/08, domingo, 14h **CaLeidOscÓpiO de Óleo
22 de agOsto, sábado - 14h * CaLeidOscÓpiO MecânicO
23 de agOsto, dOmingO - 14h ** CaLeidOscÓpiO de ÓLeo

SetembrO - 05, sábado, 14h * CaLeidoscÓpiO MecânicO
06, domingo, 14h ** CaLeidOscÓpio de ÓLeo


*O CaLeidOscÓpiO mecânico é o primeiro modelo criado pelo físico escocês David Brewster em 1816. Desde os tempos dos antigos egípcios eram conhecidos os princípios de simetria e reflexão, quando se poliam peças de pedras planas para formar Ângulos e observar as imagens multiplicadas. Mas foi David Brewster que colocou espelhos dentro de tubos, uniu as palavras gragas KaLos (beLo), EidOs (imagem) e Skópeo (Observar) = ver belas imagens. Une três espelhos planos ligados em formato triangular que refletem e multiplicam partículas coloridas colocadas na extremidade oposta ao olho. Forma imagens que se modificam a um simples toque da mão. Para mais detalhes existe um passo-a-passo no http://www.tripcaleidoscopica.blogspotc.com/. É o básico, aconselhado para aqueles que nunca construíram o brinquedo.
** O CaLeidOscÓpiO de ÓLeo é um dos mais atuais, modelo criado na década de 90 e batizado de magiscópio. Em um prêmio internacional, foi considerado o brinquedo mais criativo do mundo. As partículas coloridas são colocadas dentro de um tubo de ensaio transparente, e o movimento vertical produz formas animadas quando refletidas pelos espelhos.
Investimento na felicidade:
*CaLeidOscÓpiO mecânico: R$ 80,00
**CaLeidOscÓpiO de ÓLeo: R$100,00
As duas OFicinas: R$ 160,00
Não precisa levar nada, material e introdução teórica incluídos.
Informações:
51 3779 9896
Membro da Brewster Society International

1º EscambO nO CasTeLo


Vai rolar no dia primeiro de agosto, em formato escambaZar, em parceria com a amiga Cris GÓes e seus convidados...possibilidade de compra e venda também, ao gosto do freguês. Talvez haja moeda social, mas para isso são necessárias pessoas com iniciativa para dividir tarefas. A partir da 16h mas pode chegar antes para expor os objetos. discos, livros, arte, tapete, móveis, eletrodomésticos, roupas, sapatos, etc.Se quiser repassa para tua lista de amigos. Abaixo, a msg da Cris GÓes.

AGOSTO: MÊS DE ESCAMBAZAR NO CASTELINHO DO ALTO DA BRONZE CULTURAL
Convido para uma atividade de consciência ecológica, econômica e social.
Poucas pessoas que eu conheço e que tem - ou não - possibilidade econômica, se conformam com o essencial; vivemos o "American way of life", onde consumir, consumir de novo e consumir sempre é o comando central. Trabalhamos mais para consumir mais.
Assim, guardamos algumas (ou muitas) COISAS EM CONDIÇÕES DE USO, tais como roupas, sapatos, livros, discos/CDs, objetos diversos e IDÉIAS que já não tem mais motivo para conosco estar, que precisam ser RECICLADOS.
Nesse sentido, minha amiga (e agitadora cultural) Elen de Oliveira já realiza, há alguns anos, o ESCAMBO, uma fantástica oportunidade de efetuar TROCAS dessas coisas, que podem não ter mais utilidade para alguns, mas tem potencial para servir e interessar a outros; já foi, inclusive, matéria para programas de TV, tais como TVE Repórter e Patrola.
Foi somada, agora, a idéia da minha amiga Tati Gapp de realizar um Bazar, para VENDAS de coisas que pouco usamos (SEMI-NOVAS) e que podem ser adquiridas para, enfim, sair do armário, sendo finalmente utilizadas para o motivo que foram criadas e para que o trabalho de quem as produziu faça sentido - um pouco de dramatização confessa de quem estuda Direito do Trabalho.
Comece já a seleção de seus pertences ESQUECIDOS para que eles virem um ACHADO para alguém - trocadalho do carilho.
Pega o mate, leva as crianças, convida os pais, os sogros e quem for DO BEM a participar deste evento, que será realizado no dia 1º/08, sábado, às 16h, no Castelinho do Alto da Bronze Cultural, que fica na Rua Gal Vasco Alves 432, esquina com a Rua Fernando Machado, atrás do colégio Ernesto Dornelles, perto da Usina do Gasômetro, tá ligado?
Se quiser chegar antes para "expor" teus objetos, estaremos lá mais cedo, lembrando que é necessário levar algo para colocar teus trecos, tipo caixa, varal, cabides, arara, banqueta, mesinha, estante... o que for possível de levar. Também advertindo que necessitas te hidratar, então leva água, café, chá, vinho, porque o Castelo não dispõe deste serviço.
Aguardo tua presença e encaminho abaixo a mensagem da Elen.
Kss

Se Você...

tem o hábito de juntar objetos inúteis no momento, acreditando que um dia ( não sabe quando ) poderá precisar deles...

...tem o hábito de guardar roupas, sapatos, móveis, utensílios domésticos e outros tipos de equipamentos que já não usa há um bom tempo....

E dentro de você?

Tem o hábito de guardar mágoas, ressentimentos, raivas e medos?

Isso pode ser antiprosperidade.

É possível criar um espaço, um vazio, para que as coisas novas cheguem em sua vida, e eliminar o que é inútil em você e na sua vida, para que a prosperidade venha. É a força desse vazio que absorverá e atrairá tudo o que você almeja. Enquanto você estiver material ou emocionalmente carregada (o) de coisas velhas e inúteis, não haverá espaço aberto para novas oportunidades. Os bens precisam circular.

Não são os objetos guardados que emperram sua vida, mas o significado da atitude de guardar. Quando se guarda, considera-se a possibilidade da falta, da carência. É acreditar que amanhã poderá faltar, e você não terá meios de prover suas necessidades.

Com essa postura, você está enviando duas mensagens para o seu cérebro e para a vida:

Primeira, você não confia no amanhã.

Segunda, você acredita que o novo e o melhor não são para você, já que se contenta em guardar coisas velhas e inúteis.

Então, chegou a hora de limpar as gavetas, o guarda-roupa, o quartinho lá do fundo, a garagem.

TROQUE o que você não usa mais.

Desfaça-se do que perdeu a cor e o brilho e deixe entrar o novo em sua casa e dentro de você.

Vem pro EscambO..

Porque além de tudo isso, que diz respeito ao pessoal...

Na troca, protegemos o meio ambiente...

Já que consumimos menos os recursos naturais....

Economizamos em idas às compras...

E o que é ainda melhor...

Conquistamos um monte de nOvOs amigOs!


OFicina de PandeirO para MuLheres


Início: 30 de julho, quinta, 11h da manhã.
Mensalidade: R$ 50,00
Um encontro semanal.
Castelinho do Alto da Bronze Cultural
Rua Gal. Vasco Alves, 432 Esquina Fernando Machado
TelefOne 51 3779 9896


*MarcO Binatti é músico, ator e arteducador com passagens pelo Grupo Serrote Preto e oficinas de pré-escola. Instrutor de pandeiro do movimento Na Contramão, integrado por cerca de 20 mulheres em Porto Alegre e Viamão, pretende estimular a percussão entre o gênero feminino. Nesse sentido, já treina dois grupos femininos que ja estão se apresentando ao público, em POA e Viamão.
Segundo MarcO, o pandeiro é um instrumento de percussão aparentemente difícil, mas que com bOa orientação se torna acessível.
Segundo Henrique Mann, no livro Música do Sul, quando as gaitas chegaram ao RS, o pandeiro fazia o papel de bateria, e por causa do volume das gaitas, trazidas pela etnia alemã, ele foi substituído pela bateria.

Se você é homem, convide sua querida. E se você é mulher e ficou interessada em quebrar alguns padrÕes, assumir a musicalidade e conhecer novos amigos, segue abaixo um link com uma ótima seleção de modelos e preços. Mas fale antes com o professor,para saber qual o melhor investimento.

http://www.guiademulher.com.br/pandeiros.htm

E saiba abaixo como as mulheres estão aderindo á percussão.


Pedro Landim
Do Globo On Line

O carnaval já vai longe, mas se engana quem pensa que os tamborins estão no
fundo do armário. Mais do que um simples “efeito Monobloco”, o interesse
pela percussão é cada vez maior na cidade, e quem freqüenta o circuito
musical do Rio já percebeu um astral diferente nas rodas de samba, ciranda e
maracatu. Literalmente, um toque feminino. Nas mais concorridas oficinas
cariocas de percussão, as mulheres, lideradas por feras como a dinamarquesa
Leg Ringsted, conquistaram seu espaço entre os tambores.

— Dos 200 alunos matriculados nas oficinas do Rio Maracatu, pelo menos a
metade são mulheres. Elas estão assumindo a percussão, criando um clima
diferente, a maior onda — diz a estudante de Museologia Rita Gama, de 24
anos, com o ritmo nas veias e os braços fortes de tanto “castigar” os surdos
de alfaia no primeiro time do bloco Rio Maracatu, de Laranjeiras, e no grupo
feminino Dona Santa.

Aplicada nas congas, a pequena Daniela Dillan, 10 anos, se encantou com o
batuque.

— Fiquei impressionada com os tambores. Tocar me deixa mais esperta — afirma
Dani, sob o olhar de aprovação das colegas de classe.

Não existe mais aquele medinho feminino de se meter numa atividade dominada
pelos homens. Sinal dos tempos, na opinião da baterista Mila Schiavo, de 33
anos, que se formou em 1990 na conceituada escola de música Berklee, em
Boston, numa turma formada 80% por homens.

— Ainda existem pessoas que olham diferente uma menina tocando pandeiro no
samba, mas as mulheres estão cada vez mais à vontade, incentivadas a começar
por aquelas que já tocam — diz Clarice Magalhães, que teve bela participação na
história recente das ritmistas, iniciando em 1996 como única mulher no
Pandemonium, orquestra de pandeiros coordenada por Suzano.

Valem as palavras do professor Robertinho

Silva, ícone da escola brasileira de bateria, que há dois anos percebeu o
potencial feminino para o batuque nas aulas de música que ministrava na
UERJ:

— Há muitas mulheres talentosas que não sabem do potencial que têm, ficam
com medo. Sofrem uma repressão que vem de longe. Mas a verdade é que elas
são mais dedicadas e até aprendem mais rápido que os homens, em muitos casos
— afirma, orgulhoso, o professor.




OFICINAS DE DESENHO DA FIGURA HUMANA E ESPANHOL




Olá!!!
As oficinas de Desenho da Figura Humana com modelo, às terças e quintas, com turmas às 14 e às 18h, ainda tem vagas!
QUem quiser se preparar para fazer a prova específica de Artes do IA(UFRGS), iniciamos as turma em agosto.
E em agosto iniciamos a 1ª turma de "Hablando Espanhol"
Contatos com ALEJANDRO pelo mail ravelazco@gmail.com

O CasTeLo a miL...

A segunda oficina de construçao de caleidoscópio aconteceu nesta quinta pela manhã.

CarLa AarOn & HeLoísa TregnagO descobriram as belezas psicodélicas...

do caleidoscópio de óLeo..

O momento de olhar as primeiras imagens em forma de mandalas..sublime...

A foto oficial...

Alunos se preparam para a aula de desenho com modelo vivo, na tarde do dia 14..

e recebem orientação do professor AlejandrO VeLascO...

com a colaboração da modelo Josi, estudante de teatro na Ufrgs.

Ocupando aos poucos os espaços, antes, no dia 11, a primeira oficina de caleidoscópio mecânico abriu os trabalhos artísticos no castelo.

CarLa AarOn investiga as possibilidades caleidoscópicas de um tubo de batata frita...

E Renata Savian aprimora seus conhecimentos...

O primeiro churras no castelo aconteceu em uma noite fria..mas a cozinha ficou quentinha com a presença dos amigos...e da churrasqueira eletrica..

Adriana XapLin & ELen de OLiveira em momento de decisão: estaremos no Projetáveis da Bienal!

Detalhe do terracinho..

...seres escultóricos povando o espaço...

visto do tOrreãO, onde os casteLÕes iniciam a formatação dos projetos...

...para desencasTeLar a arte.

E ela aí em cima fez questão de fazer uma visitinha para nos prestigiar...e você, quando vai passar por lá pra ver a gente?

OFICINA DE TEATRO

Criação do Personagem


O ambiente medieval do Castelo nos invoca infintos modos de criação
É um lugar privilegiado para as Artes em geral e para as Artes dramáticas.
em particular.
Este módulo vai abordar a elaboração da persona, sentimentos,
tecido social em que está inserido, linguagem corpotal do personagem
e as possibilidades de Vida Cênica.

Dia: Quinta-feira
Horário: 19h:30min as 21h:30min
Encontros: 12
Investimento: 3 X 70 (ou 2 vezes de 100)

Informações: 9816-2355